sexta-feira, 22 de maio de 2009

Treino “metabólico” ou “tensional”?

     Através da crescente democratização do conhecimento, conseguida principalmente em função do bombardeio de informações via mecanismos da mídia, especialmente da internet, muitos preceitos que antes eram privilégio apenas de estudiosos em suas determinadas áreas passam a ser lugar comum nos mais diferentes ambientes e situações. Tais idéias são transmitidas de forma fácil e rápida e quase sempre há algum tipo de distorção nesse sentido.

atleta feminina      Discutiremos hoje a respeito de um desses temas que tem ganhado cada vez mais espaço no ambiente das academias e clubes de ginástica e que tem gerado, em algumas vezes, alguns equívocos e mal-entendidos. Muito se fala nas rodas de entendidos e aficcionados por treinamento com pesos sobre treino “metabólico” e treino “tensional”. Mas o que significam na verdade estes termos? Como diferenciar que tipo de treinamento é mais eficaz ou mais indicado para determinado tipo de pessoa?

     Comecemos pelo principio que qualquer treinamento consiste em uma forma de aprimorar e aperfeiçoar qualidades de um individuo ou grupo, sejam estas qualidades físicas, psicológicas ou físico-psicológicas. Nos deteremos, neste post, em melhorias nas aptidões físicas produzidas pelo treinamento.

BONS TREINOS E ATÉ A PRÓXIMA!

9 comentários:

alaan disse...

ei mano ainda nao consegui ler todo mais esta bem interesante......

Lídia disse...

Muito bommmm!!! Na verdade, esclarecedor. Uma vez me disseram que em pre-contest o treino passaria de tensional p metabólico em razão de fatores alheios a vontade do atleta, tais como dieta, estresse, etc; ou seja, msm que se tente treinar tensional, nesta fase não seria possível. Procede Mestre??? Beijão!

Madilson Medeiros disse...

Obrigado pelo elogio. Em situação fisiológica normal (off drugs) realmente fica díficil fazer treinamento tensional por vários motivos: diminuição de força e resistência em função de restrição calórica, equilíbrio hidro-eletrolítico comprometido, efeitos deletérios na recuperação etc. Mas alguns atletas acreditam que treinar com cargas elevadas mesmo em período pre-contest seja uma maneira de "preservar" parte do volume muscular... Eu particularmente opto por um treino em pre contest com cerca de 15 a 20% de características tensionais, sendo portanto um treino misto. Mas você lembra do pré de Ronnie Coleman? Cargas elevadissímas! Neste caso, a ergogenia fala mais alto... Até a próxima, Miss Fitness!

Anônimo disse...

Madil...o mestre das ciências musculares e bio-químicas. Então neste caso,já que estou fazendo um trabalho de definição e resistência(aeróbico+musculação+thay boxe+baixo carbo e alta proteína),posso dizer q meu treino é um "treino metabólico",é isso mestre?
jônatas

rafael martins disse...

Querido Madilson, parabens pela iniciativa do blog, as materias estao ricas em conteudo, espero contar tambem com essa novidade para esclarecer minhas duvidas... eehehheeh agora so falta fotos nossas abracos e Fica com Deus

Anônimo disse...

Vc quer disser q hipertrofia miofibrilar se da com trab. de mais series de 6 a 10 e menos repet. de 1 a 6 repet. ( força explosiva).
com o trab. de hipertrofia sarcoplamatica, são de 4 a 6 series de 8 a 12 repet.(força e hipertrofia).
Parabens pelo site. Walter l. Pimentel.

Madilson Medeiros disse...

Basicamente é isto que ocorre, Walter. Porém, devemos ter cuidado em separar tão distintamente os dois processos: hoje se sabe, através de estudos sérios, que ambos os tipos de hipertrofia existem e já foram relatados. Entretanto, não é tão simples dividir estes fenômenos em categorias isoladas, porque se encaixam dentro de uma cadeia multifatorial e interdependente de variáveis, como somatipo (este determinado pelo fator genético), alimentação, utilização de ergogênicos (nutricionais e farmacológicos), gênero, faixa etária, etnia entre outros. Observe a questão da hiperplasia: esta foi documentada com mais frequência em praticantes que utilizavam anabolizantes esteróides, o que nos faz concluir o grau de influência que estes fármacos representam neste caso em particular. Mas de uma maneira geral, pode-se dizer que sim, estes processos de hipertrofia ocorrem mediante seja, aplicados estímulos específicos para cada fim.
Muito obrigado pelo elogio e volte sempre!
Abraços!

Anônimo disse...

para os iniciantes podemos aplicar esses dois tipos de treinos sendo duas semanas tensional e as outras duas semanas matabolicas

M@rce|o disse...

Enquanto Paulo Gentil escreve para os profissionais (nós leigos temos uma dificuldade natural em absorver conhecimento específico), Madilson Medeiros escreve e consequentemente consegue atingir a massa. Grato pelas conhecimento compartilhado.

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Todos os artigos são de autoria de Madilson Medeiros.

A reprodução total ou parcial do conteúdo desta página somente poderá ser feita mediante permissão ou citação do autor, sob pena de responder às determinações previstas pela Lei 9.610/98, de Direitos Autorais.