sábado, 29 de maio de 2010

Creatina e Cafeína liberados pela ANVISA

creatina liberada no brasil        No final do mês passado, a ANVISA – Agência Nacional de Vigilância Sanitária – publicou novas regulamentações para suplementos destinados a prática esportiva, entre eles, creatina e cafeína, velhos conhecidos do público aficcionado por performance. Embora creatina e cafeína sejam substâncias facilmente encontradas na alimentação do dia-a-dia, as concentrações encontradas na forma de suplementos muitas vezes excedem a quantidade considerada como segura para a saúde.

    Em relação a creatina, comprovada em diversos estudos como poderoso recurso ergogênico, a  maior preocupação ao uso indiscriminado se deve aos efeitos observados a médio ou longo prazo, especialmente nos portadores de nefropatias ou hepatopatias. A grande relutância por parte da ANVISA na liberação desta substância residia no fato que a mesma, embora demonstrasse benefício para a prática esportiva, poderia acarretar sérios problemas de saúde aos usuários desavisados. O mesmo se refere ao uso ergogênico da cafeína, porém esta substância pode promover alterações muito mais imediatas em relação à homeostasia do usuário. Os efeitos são observados a curtíssimo prazo e seu uso reserva muitas cautelas ao portadores de cardiopatias, hipertensão arterial, quadros de gastrite ou refluxo esofagiano, discrasias sanguíneas etc.

BONS TREINOS E ATÉ A PRÓXIMA!!!

2 comentários:

endrigo disse...

Eae madilson, massa esses posts, sobretudo o da creatina, acredito tbm q é mais facil educar do q proibir, ate pq é mto dificil coibir a venda de creatina por ae. E sobre isso queria te fazer uma pergunta, creatina ainda se satura? se n, como se toma?? obrigado e parabens pelo trabalho.

Madilson Medeiros disse...

E aí, Endrigo, tudo bem com você? Os efeitos que você terá com a saturação de creatina (cerca de 100 g divididos em quatro ou cinco dias) serão praticamente os mesmos que você teria com uma dose diária em cerca de 3 a 5 g ao longo de um mês de uso. A diferença provável é que você vivenciará um aumento repentino de peso com a saturação, devido a grande quantidade de líquido retido em função do armazenamento da creatina. Embora muitos "experts" advoguem que esta hidratação é, em grande parte extracelular, não é o que ocorre na prática. Há sim retenção extracelular, mas irrisória se comparada ao ganho de volume intracelular (sarcoplasmático). O grande problema está no fato que a saturação requer carboidratos simples como veículo para a absorção da creatina em cada dose individual. Já a dose diária minimiza esta necessidade de carbos, pois pode ser ingerida logo após o treino juntamente com o shake da reposição, o que elimina a ingestão de carbos simples durante outroa horários do dia. Há também as creatinas de última geração, como as Etil-esterificadas, que dispensam o carboidrato para sua absorção. Pondere sobre o seguinte: Quer peso rápido? Saturação é a melhor escolha. Prefere peso aumentado de forma gradual? 3 a 5 g pós-treino é o ideal!
ABRAÇO E VOLTE SEMPRE!

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Todos os artigos são de autoria de Madilson Medeiros.

A reprodução total ou parcial do conteúdo desta página somente poderá ser feita mediante permissão ou citação do autor, sob pena de responder às determinações previstas pela Lei 9.610/98, de Direitos Autorais.